Pesquisador fala sobre a importância dos documentos para a genealogia

Por Carlos Lima (*)

Com um histórico de mais de 100 visitas realizadas ao Arquivo Público Municipal e centenas de documentos pesquisados, o administrador de empresas Mauro César Silva Neiva, 33 anos, natural de Paracatu, descobre a genealogia (origem) de famílias paracatuenses e embrenha-se em meio a informações originais que o fazem conhecer e refletir sobre a evolução do município e de seu povo ao longo do tempo.

Identificado como o pesquisador mais freqüente à instituição e preferindo ele a não divulgação da sua imagem, Mauro Neiva concedeu entrevista ao Site do Arquivo Público e falou um pouco sobre a sua experiência e seu grande interesse pelos documentos disponíveis para a consulta.

Entrevista

AP: O que despertou o seu interesse pela pesquisa genealógica?

Mauro Neiva: Dúvida, curiosidade e informação sem embasamento dados por pessoas.

 

AP: Quando e como você tomou conhecimento do Arquivo Público Municipal e decidiu buscar nele as informações necessárias a sua pesquisa?

Mauro Neiva: Em 2004, por um amigo meu.

 

AP: Você considera importante que haja investimentos no Arquivo Público de Paracatu? Por quê?

Mauro Neiva: Sim. Porque o Arquivo Público é a maior fonte de informação a respeito do Noroeste Mineiro.

 

AP: Suas consultas são feitas, geralmente, com base nos processos das séries inventário e divisão de terra do Fundo Poder Judiciário. Por que a escolha destas séries para a investigação genealógica?

Mauro Neiva: Porque as duas são as fontes mais completas a respeito e extensas sobre as famílias mais antigas.

 

AP: Como você explica o trabalho de pesquisar em vários processos e identificar a linhagem de uma pessoa ou família?

Mauro Neiva: É um trabalho minucioso e difícil, pois na maioria das vezes o pesquisador precisa rever os documentos várias vezes.

AP: Qual a avaliação que você faz do atendimento que lhe é prestado no Arquivo Público Municipal?

Mauro Neiva: Excepcional, pois não tem como ser melhor.

AP: Você pretende escrever algum livro relacionado as suas pesquisas? Quando?

Mauro Neiva: Sim. Quando, não sei.

 

AP: Qual a dica você dá para aqueles que irão pesquisar nos documentos?

Mauro Neiva: Ter curiosidade, detalhismo e muita paciência.

 

(*) Carlos Lima é graduado em Arquivologia pela Universidade Federal da Bahia (UFBa), é consultor em organização de arquivos e memória empresarial e exerce o cargo de Coordenador do Arquivo Público Municipal de Paracatu.

Atenção! Caso queira publicar esta matéria, cite o autor.

 

Anúncios

Uma resposta

  1. Olá, Carlos

    Obrigado e parabéns pelo site do Arquivo Público, ele é bem completo e os artigos são interessantes.

    Infelizmente eu mantenho o blog sozinho, não tenho equipe.

    Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: