Santos Dumont promove a 3ª Semana da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural 2011

“O município de Santos Dumont participa da Jornada em sua terceira edição realizando ações de valorização dos bens tombados, oficina de fotografia e exposição, e tombamento.”

Por: Gustavo Sá Fortes/cabangu.com.br (*)

Participantes da Jornada Mineira do Patrimonio Cultural 2011 em Santos Dumont. Foto/Reprodução: cabangu.com.br

Santos Dumont (MG) – 04/10/2011 – A cidade de Santos Dumont, localizada a 187 Km de Belo Horizonte, em Minas Gerais, está participando nesse mês da 3ª Semana da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural 2011, que busca promover o patrimônio cultural de Minas Gerais por meio da realização simultânea, em todo o Estado, de diversas ações integradas, como festivais, exposições, seminários, cursos e oficinas.

Concebida como uma grande celebração, procura atuar na transmissão dos valores culturais, na valorização de sua diversidade e, principalmente, levar a sociedade a ter um papel mais ativo na preservação da memória.

A Jornada Mineira do Patrimônio Cultural é uma realização dos municípios e diversas instituições culturais do estado, com a coordenação e organização da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais por meio do IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais).

“O município de Santos Dumont participa da Jornada em sua terceira edição realizando ações de valorização dos bens tombados, oficina de fotografia e exposição, e tombamento.”

Exposição iconográfica vai até o público nas ruas e praças da cidade mineira de Santos Dumont. Foto/Reprodução:cabangu.com.br

Várias atividades estão sendo realizadas com a parceria entre a Prefeitura Municipal através de sua Divisão Municipal de Arquivo Público e Patrimônio Histórico e Cultural, juntamente com o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural e Histórico, com o apoio de seu presidente, Sr. Tomás Castelo Branco, alunos da Escola Estadual “Presidente João Pinheiro” e crianças e adolescentes assistidos pelo PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil)”, explicou Marisa Fontes, Chefe da Divisão Municipal de Arquivo Público e Patrimônio Histórico e Cultural.

Desde a manhã da última sexta-feira (30/09), os monumentos da cidade foram cobertos com panos coloridos para chamar atenção dos sandumonenses para a importância histórica de cada estátua e busto.

Essa iniciativa partiu dos alunos do 1º Ano do Ensino Médio, sala 1, da E. E. “Presidente João Pinheiro” que receberam todo o apoio do órgão municipal responsável.

“Essa foi a maneira que encontramos para chamar a atenção das pessoas na valorização de sua cultura e história, para que eles possam observar mais o cenário a sua volta, possam valorizar esses monumentos históricos”, ressaltou a aluna do Estadual Fernanda Losch, de 15 anos.

É preciso fazer com que a comunidade reflita sobre o seu papel e a atuação dos diversos agentes responsáveis pela promoção e valorização do patrimônio cultural em suas comunidades, para que se obtenha a construção da história social e sua contribuição permanente para a memória das comunidades.

Estátuas e bustos do município foram cobertos para atraírem a atenção da comunidade e turistas. Foto/Reprodução: cabangu.com.br

“Os monumentos são mais uma parte de nossa cultura, que passam por despercebidos aos olhos da sociedade. Sei que ninguém está aqui para pra vê-los, muitos nem sabem por que estão ali, o que eles representam e qual sua importância. Em nossa cidade há vários monumentos construídos para homenagear algumas pessoas importantes em nossa história. Um desses monumentos é a estátua de uma águia, presente na principal avenida de nossa cidade. Esse monumento foi construído como uma homenagem a Alberto Santos Dumont, pelo dia da asa. Mas infelizmente são poucas as pessoas que notam essa estátua e também são poucas as pessoas que sabem seu real sentido, e por esse motivo resolvemos fazer um manifesto ‘escondendo’ esse monumento, como uma forma de chamar a atenção das pessoas para coisas simples, mas que tem um grande valor”, declarou a estudante Marcela Nascimento, 15 anos.

As ações se estenderam também na manhã desse último sábado (01/10) na Praça Cesário Alvim, onde ocorreu o tombamento da imagem do “Dumonzinho”, personagem caricato de Alberto Santos Dumont criado para o universo infanto -juvenil pelo artista plástico sandumonense Leonísio Barroso, como parte integrante do Patrimônio Histórico e Cultural de Santos Dumont.

Durante essa solenidade os alunos do PETI puderam expor um mural com fotografias feitas por eles mesmos sobre a cidade de Santos Dumont.

São fotos que ilustram o olhar de cada aluno sobre o município, detalhes de ruas, fachadas, monumentos, tudo se torna arte nesse momento.

É justamente nesse contexto que as ações que visam fazer a interlocução cidadão/patrimônio cultural, enfatizam nossa responsabilidade na construção de uma história que se perpetuará.

Basta fazermos a nossa escolha PRESERVAR OU IGNORAR!

(*) Publicado originalmente em 03/10/2011 e com informações da Divisão Municipal de Arquivo Público de Santos Dumont

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: