Parceria entre Prefeitura e Universidade poderá preservar memória documental de Cachoeira, no interior da Bahia

UFRB entraria com a parte técnica da reorganização e a Prefeitura com os recursos financeiros

Por: Toni Caldas (*)

Igreja Nossa Senhora do Rosário em Cachoeira Bahia. Fonte: historiaearquitetura.blogspot.com

Cachoeira (BA) – 21/12/2011 – O Arquivo Municipal da cidade de Cachoeira existe há mais de 34 anos e possui documentos com informações de mais de 300 anos, incluindo documentos das histórias políticas e culturais do Recôncavo da Bahia.

Para LourivalTrindade, secretário de Cultura e Turismo de Cachoeira, o acervo público é um dos mais antigos perdendo apenas para o arquivo nacional e estadual, por isso merece um cuidado especial, pois se trata de um bem público com informações preciosas para a história não só da cidade de Cachoeira como de todo o Recôncavo.

Porém, já faz algum tempo que o arquivo público municipal vem sofrendo problemas como falta de infraestrutura, higiene, armazenamento inadequado dos arquivos, poeira, fezes de pombo e morcego. Por isso, encontra-se parcialmente fechado.

O local esteve fechado por alguns meses para que fosse feita a higienização, contudo isso não resolveu o problema do arquivo, pois é preciso uma reconstrução no acervo para que possa a voltar a funcionar normalmente.

Parceria para progredir

Ciente da situação do arquivo, o secretário diz ter procurado a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e o professor de história da instituição, Walter Fraga, que também é coordenador do Núcleo de Memória, para tentar uma parceria.

Nesta parceria, a UFRB entraria com a higienização, recuperação dos arquivos, armazenamento adequado e com meios que pudessem gerar lucros para a digitalização dos documentos. Para Lourival, essa seria uma forma da universidade contribuir com a cidade de Cachoeira. Em contrapartida, o arquivo estaria de portas abertas para a comunidade acadêmica. De qualquer forma, ele ressalta que até o momento ainda não obteve resposta.

Fraga, por sua vez, diz que já tem uma equipe formada por professores e funcionários técnicos trabalhando no arquivo para fazer um levantamento do que é preciso para a reorganização do acervo. Afinal, segundo ele, só com a pesquisa em mãos e feito os devidos cálculos que, então, tentaria um convênio com a prefeitura de Cachoeira.

 

Arquivo Público de Cachoeira, na Bahia. Foto: Jornal A Cachoeira/Toni Caldas

Preservar para partilhar

A UFRB entraria com a parte técnica da reorganização e a prefeitura com os recursos financeiros. Para o professor, esse projeto já era para estar pronto, mas devido a alguns problemas como a paralisação estudantil não teve como dar continuidade ao mesmo e uma resposta concreta ao secretário municipal.

Fraga afirma que, como professor de história, sabe da importância do arquivo e da grande demanda de pesquisa no mesmo. Principalmente para defesas de mestrados e doutorados e enfatiza: “Sinto a dificuldade dos meus alunos em fazer pesquisa no arquivo na atual situação”.

Já Lourival diz que, enquanto não for feita a reorganização do arquivo, o mesmo se encontrará fechado para novas pesquisas, sendo permitida apenas pesquisa já em andamento de mestrados e doutorados, e mesmo assim só são permitidos três pesquisadores por dia.

Os alunos que precisarem realizar pesquisas no arquivo municipal terão que procurá-lo na Secretaria de Cultura das 8h às 14h, portando documentos pessoais, histórico acadêmico e declaração assinada pelo orientador da pesquisa para receber autorização.

(*) Publicado originalmente em 18/12/2011 por Toni Caldas/Jornal A Cachoeira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: