Estado do Espírito Santo inaugura nova e ampla sede do Arquivo Público

O investimento foi de R$ 4.266.942,08

Por:  Cilmar Franceschetto/Jória Motta Scolforo (*)

Arquivo Público do Estado do Espírito Santo: Sala de pesquisa equipada com mobília moderna e leitoras de microfilmes. Foto: Nestor Müller / Secom-ES

Vitória (ES) – 26/12/2011 – Os pesquisadores que desejam obter informações sobre a história do Espírito Santo terão acesso a uma estrutura moderna e organizada para guardar e preservar a rica documentação do Estado. Foi inaugurada, nessa quarta-feira (21), a nova sede do Arquivo Público (Apees), e os agendamentos para consultas, suspensos para a reorganização do acervo, já podem ser realizados nesta quinta-feira (22). De acordo com o diretor-geral da instituição, Agostino Lazzaro, o novo espaço é consequência de uma luta histórica do Arquivo para oferecer melhores condições de acondicionamento dos materiais e também proporcionar aos funcionários e aos pesquisadores instalações mais adequadas de trabalho.

Segundo Lazzaro, a estrutura atual é aproximadamente 400% maior que a antiga, o que possibilitou unificar toda a documentação em um único local, proporcionando maior comodidade aos consulentes e um ambiente preparado para o cuidado e preservação da memória capixaba.

“A nova sede promove a cultura e a cidadania ao facilitar o acesso e difusão do acervo. O Apees é, há mais de 100 anos, testemunha da história do Espírito Santo e a documentação, que é de guarda permanente, precisa ser mantida, respeitando a sua origem e suporte. Temos realizado as nossas ações pensando na modernização do Arquivo, por meio da aquisição de novos equipamentos, da digitalização de fontes e obras raras, da publicação da linha editorial “Coleção Canaã”, voltada a estudos sobre a história do Espírito Santo e do Arquivo Itinerante, que leva informações, em um veículo adaptado, a municípios do interior do Estado. A nova estrutura é pedra fundamental de um tempo novo, e não se trata apenas da conclusão de uma obra, mas da realização de um sonho” finaliza.

Secretário de Estado da cultura, José Paulo Viçosi, enfatiza o papel do Arquivo do Estado como “guardião da história”. Foto:Nestor Müller / Secom-ES

O secretário de Estado da cultura, José Paulo Viçosi, ressalta que as vidas passam, mas a história se mantém e a responsabilidade do Apees é muito grande, por ele ser o grande guardião desta história. Segundo Viçosi, a nova sede é um relevante reforço na política de democratização da cultura e possibilitará novas ações voltadas ao fortalecimento dos arquivos municipais.

O vice-governador Givaldo Vieira destacou que a entrega do novo Arquivo Público sela um compromisso com o futuro dos cidadãos capixabas, no que diz respeito à memória dos personagens que fizeram história no Estado.

Vice-Governador do Espírito Santo, Givaldo Vieira, destaca o Arquivo Público como ponto de fortalecimento da identidade cultural do Estado. Foto: Nestor Müller / Secom-ES

“Esta obra é considerada muito mais que uma edificação moderna, ampla e com uma concepção arquitetônica muito bem organizada. Ela é imaterial, pois transcende ao seu espaço físico. Neste local será fortalecida a identidade cultural do Espírito Santo, já que, com uma estrutura e ambiente agradáveis, teremos a capacidade e o incentivo de nos remetermos ao passado de artífices de nossa história. O Governo entrega, com bastante satisfação, o Arquivo Público, com tecnologia moderna e ajustado aos padrões internacionais, para que a sociedade tenha acesso a esse precioso acervo de nossos irmãos capixabas”, afirmou.

Nova Sede

Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. Foto: Nestor Müller / Secom-ES

O Apees foi criado em 18 de julho de 1908, no Governo Jerônimo Monteiro, sob a denominação “Archivo Público Espírito-Santense”, como um anexo à Biblioteca Pública. Em 2008, marcando as comemorações do centenário da instituição, ele foi transferido da Rua Pedro Palácios, na Cidade Alta, em Vitória, para um novo espaço, na Rua 7 de Setembro que, desde então, tem passado por uma série de melhorias e reformas para favorecer o acesso, a preservação e a organização dos documentos.

Na nova sede os acervos foram acomodados em estantes deslizantes instaladas em ambientes climatizados, com controle de temperatura e umidade, que seguem as normas internacionais. A sala de pesquisas está mais ampla, oferecendo maior comodidade aos visitantes. O novo Apees conta ainda com um laboratório de microfilmagem, um moderno Centro de Processamento de Dados para guarda e acesso aos documentos digitais e um auditório para 90 pessoas. A sede atual possui quatro ambientes em uma área de 2.612,41 m². O investimento foi de R$ 4.266.942,08.

(*) Publicado originalmente em 22/12/2011

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: